Carregando...

7 dicas de ouro para melhorar a sua interpretação

Porque a interpretação é um problema na vida das pessoas? A resposta é bem simples, mais de 48% dos brasileiros não leem!

Entre outubro de 2019 e janeiro de 2020, 8.076 pessoas de diversas classes sociais foram entrevistadas, em 208 municípios do país. A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, produzida pelo Instituto Pró-livro e Itaú Cultural apontou que em cada 10 pessoas apenas três têm o hábito de ler.

Os dados levantados na pesquisa são ruins – e o principal é que diminuiu de 56% para 52% o número de leitores no Brasil.

O estudo classifica como leitores aquelas pessoas que leram um livro inteiro ou em partes, no período de três meses anteriores do levantamento. Entre os resultados sobre classes e renda familiar, as pessoas mais ricas e escolarizadas trouxeram uma queda de 82% para 70% nos índices de leitura.

A maior queda nas estatísticas foi de pessoas com ensino superior, a taxa caiu de 82% para 68%. Por outro lado, no comparativo entre as pesquisas de 2015 e 2019, houve um aumento significativo quanto ao percentual de crianças leitoras na faixa de 5 a 10 anos.

Se você faz parte do grupo de pessoas que não leem, sinta-se convidado para mudar a estatística. O esforço é todo seu!

Praticar a leitura é importante! A leitura faz com que no final das contas você, a sociedade e todos aqueles que estiverem ao seu redor saiam ganhando! Com o hábito de ler você aumenta o poder da sua erudição, da sua cultura e evolui seu ponto de vista.

LEIA QUALQUER COISA – Assuma o compromisso com o seu conhecimento e entenda que não existe leitura ruim – ruim é não ler. Leia todos os tipos de gêneros e autores, pelo menos para conhecer e saber a variedade de tipo de leitura que existe. (jornal, revista, livro, histórias em quadrinhos, etc…) Ao final de cada leitura, tire 30 segundos e reflita sobre a leitura feita.

ENTENDA A IDEAL CENTRAL – Qualquer texto que seja longo ou curto tem uma ideia central. Busque entender qual é a mensagem principal que o texto procura passar na leitura. Pergunte-se o que o texto fala? E responda da forma mais simples para si mesmo. Você pode até mesmo criar um caderno de anotações especialmente para isso.

FAÇA A PRIMEIRA LEITURA SEM O USO DO DICIONÁRIO – Durante a primeira leitura de um texto complexo, você pode encontrar palavras que desconhece e, se ficar parando a cada instante para pesquisar no dicionário, isso tende a deixar a experiência da leitura mais cansativa. Uma sugestão é grifar ou anotar as palavras para depois investigá-las.

FAÇA PARÁFRASES – Depois de qualquer leitura, crie o hábito de recontar as informações com suas palavras. Para treinar, converse com outras pessoas e fale sobre o que leu. Ao recontar uma informação para alguém, o seu cérebro aprende a armazenar informações na memoria. Caso você esteja lendo textos mais complexos, faça paráfrases por parágrafos ou capítulos através de anotações.

APLIQUE A GRAMÁTICA AO TEXTO – Se você pretende prestar um vestibular ou passar num concurso público, haverá momentos em que você vai se deparar com textos complexos. Nem todo mundo gosta, mas ter conhecimento de gramática é fundamental. Portanto, estude gramática.

APRENDA TEORIA LITERÁRIA – Tenha noção sobre escolas literárias e teorias literárias. Ter conhecimento sobre esse tipo de assunto permite que você não fique perdido diante de questões complexas e interpretativas.

INTERPRETE A VIDA – Observe pequenas falhas de comunicação que existem no cotidiano. Observe a vida com olhos curiosos de quem busca entender a respeito da sua própria existência. Pois, quanto mais você busca se conhecer e entender quem você é no mundo, mais enriquece seu ponto de vista e aprende que não existe uma única verdade absoluta. A sua vida é um livro cheio de informações, personagens e momentos. Saber interpretar comportamentos sociais, conversas e desentendimentos, passagens e acontecimentos auxiliam no desenvolvimento do seu intelectual.

Fonte: Notícias Concursos

7 dicas de ouro para melhorar a sua interpretação - Autenticus