Carregando...

Estudantes não poderão usar nota do Enem 2020 no Prouni, no SiSU e no Fies

Matrículas nos programas terminam antes da divulgação das notas, prevista para março.

Estudantes que fizerem o próximo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não poderão se inscrever na primeira seleção do Programa Universidade para Todos (Prouni), no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e no Sistema de Seleção Unificado (SiSU). As matrículas nos programas vão acontecer em janeiro, antes do fim do exame, que terá notas divulgadas em março.

O calendário do Ministério da Educação (MEC), anunciado nessa quinta-feira, 10, traz as datas das inscrições no Prouni, Fies e do SiSU de 2021. De acordo com cronograma, o Prouni 2021 terá inscrições abertas de 12 a 15 de janeiro. O SiSU abrirá de 19 a 23 de janeiro. Por fim, o Fies 2021 receberá os interessados entre 26 a 29 de janeiro. A prova do Enem será realizada no dia 17 de janeiro, com divulgação dos resultados no dia 29 março de 2021.

A nota do Enem é um dos critérios de seleção para os programas que viabilizam uma vaga no ensino superior (universidades públicas e privadas). Isso significa que só vai conseguir se inscrever no início de 2020 quem tiver a nota desse exame nos anos anteriores. Os alunos que fizerem a prova pela primeira vez só vão poder contar com os programas para vagas em instituições públicas e privadas no segundo semestre.

A mudança gerou críticas dos estudantes. A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) divulgou nota informando que recebeu as informações “com grande espanto”. A entidade tenta uma reunião com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, para discutir a decisão. “Já enfrentamos uma situação de evasão escolar, de total falta de apoio, de exclusão digital e agora isso. Não estamos entendendo nada. Poderemos entrar numa faculdade? Ou irão nos tirar isso também? O MEC precisa ser claro e responsável com nosso futuro, que é também o futuro do Brasil”, afirmou a presidente da UBES, Rozana Barroso.

Especialistas apontam ainda o risco de sobrarem vagas no Prouni no primeiro semestre de 2021. A principal preocupação dos estudantes é com a oferta de vagas no segundo semestre. Tradicionalmente, só são ofertadas as que não foram preenchidas no início do ano. O Prouni de 2019, por exemplo, teve 243 mil vagas no primeiro semestre e 169 mil no segundo.

A decisão do MEC procura adequar o calendário do Prouni e do Fies ao ano letivo das universidades. O Enem ocorreria em novembro, mas acabou sendo adiado para janeiro e fevereiro de 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus. Em função desse adiamento, o Enem só vai liberar as notas em março.

Confira o calendário do Enem, Prouni e Fies: 

12 a 15 de janeiro – Inscrição do Prouni

17 de janeiro – 1º dia do Enem impresso

19 de janeiro – Resultado da 1ª chamada do Prouni

24 de janeiro – 2º dia do Enem impresso

26 a 29 de janeiro – Inscrição do Fies

31 de janeiro – 1º dia do Enem digital

1º de feveiro – Resultado da 2ª chamada do Prouni

2 de fevereiro – Resultado do Fies

7 de fevereiro – 2º dia do Enem digital

18 e 19 de fevereiro – Inscrição na lista de espera do Prouni

22 de fevereiro – Resultado da lista de espera do Prouni

29 de março – Divulgação das notas da prova do Enem

Fonte: Estadão

Estudantes não poderão usar nota do Enem 2020 no Prouni, no SiSU e no Fies - Autenticus